domingo, 14 de novembro de 2010

Futebol Clube do Porto a vencer desde 1893


Porto 2 Portimonense 0

Esta é uma crónica difícil de fazer. Pelo que li da crónica do Pain, não tendo visto o jogo do Benfica, o do Porto foi parecido. Morno, cinzento, sem chama. Ao contrário do Benfica, o Porto não marcou 4 golos.

Não era um jogo no qual eu tivesse grande espererança numa grande exibição, era um jogo que me metia algum medo. Depois dum jogo como o do Benfica, a psicologia envolvida num jogo destes seria decisiva.

Não gosto de fazer o resumo dos jogos mas dado o que se passou no jogo acho que o resumo vai transmitir o que se passou dentro de campo.

Primeira Parte

Entrada do Porto não tão agressiva como de costume. Um lance fruto de boa pressão, outro fruto de espaço dado pelo Portimonense mas nada do que este Porto nos tem habituado. Jogadores, não diria apáticos mas muito calmos, a jogar bem, a querer trocar a bola em demasiado, a querer jogar bonito, pouca garra, pouca velocidade no jogo.

Depois de mais um bom lance de pressão o Porto sai na frente, ganha canto e no seguimento desse canto Belluschi quase faz o primeiro.

Uma constante em todos os lances do Porto, Rúben Micael.

Em lances de canto e insistência o Porto continua a criar perigo.

Minuto 30 - Golo de Walter. E lá está, Rúben Micael na jogada, a entrar muito bem na área reservada aos avançados e a criar o golo com Walter.

Logo de seguida sobe e é ele mesmo que tenta finalizar.

O Portimonense só aos 36' chega com perigo à baliza de Helton, remate de Pedro Silva.

Segunda Parte

Entrada igualmente morna, com o Portimonense a ter três oportunidades logo no início da segunda parte, com um remate de longe, uma falha de Rolando a permitir a Kadi chegar ao lance e rematar e um livre de Ivanildo que termina na barra de Helton.

Outra constante do Porto neste jogo foi o criar de ocasiões através de bolas paradas, principalmente através de cantos. Aos 10' da segunda parte três cantos consecutivos criam algum perigo para a baliza de Ventura.

Jogo morno até Hulk fechar o marcador em 2-0 através de uma grande penalidade no último minuto.

Pontos Positivos

- Definitivamente, os 3 pontos! Jogo complicado, em que o Porto, jogando melhor ou pior, ganhou os três pontos, não desiludiu;

- Rúben Micael e Walter, grande dupla;

- Castro e Ukra. Gosto de ambos e acho que devem jogar mais vezes no campeonato agora que a diferença para o primeiro nos permite rodar certas posições da equipa;

- Com os poucos minutos que tem nas pernas, Rúben Micael é o segundo na lista de jogadores do Porto com mais assistências.

Pontos Negativos

- Varela, mais um jogo com contribuição zero para a equipa. A lesão não veio ajudar e acabou por sair sem fazer absolutamente nada;

- A falta de chama que a equipa apresentou;

- A instabilidade, referida por Villas-Boas no flash-interview, de o Porto até ao final não ter os três pontos na mão.

Rescaldo Final

Vou acreditar em Villas-Boas e dar aqui todo o crédito a Litos e à organização do Portimonense para este jogo. De facto não estiveram nada mal defensivamente e a sair no contra-ataque criaram muito perigo. O Porto podia ter feito mais mas como disse, vou dar o mérito ao Portimonense e ao seu treinador.

Melhor em campo

Rúben Micael, à frente, atrás, no meio, em todo o lado. A assistir de forma brilhante para o golo. O meu sonho continua a ser ver Rúben Micael, Moutinho, Christian e Fernando no meio campo do Porto. Mas dou todo o mérito a Belluschi e pela sua forma este ano com Villas-Boas.

Último ponto

A boa disposição de Villas-Boas na conferência de imprensa, mesmo quando, falando a sério, disse que tendo em conta as perguntas que lhe estavam a ser postas não iria comprar jornais amanhã. Estavam a colocar tudo no facto do Porto não ter feito uma exibição conseguida e na sua opinião não tinha sido o que se tinha passado. Quis deixar bem claro que encontrou um equipa que precisa de pontos para ficar na primeira liga e que tais equipas se transcendem e jogam bem.

Acho que vai ao encontro do que disse desde o início da crónica. O Porto podia ter dado mais, mas comecei por dizer que seria um jogo muito complicado de "dar mais". Como tal e com a boa organização do Portimonense há que ficar muito feliz pelos três pontos e pela exibição.

Com muitos outros treinadores o Porto hoje não tinha ganho o jogo.

Obrigado e Boa Segunda,

The Little One.

5 comentários:

The Little One disse...

Epá isto parece gigante mas não é, lolol, lê-se rápido.

Como é o resumo do jogo com frases curtas parece muito e depois acrescentei aí umas coisas no final, lol, ficou grande.

José Carlos disse...

Muito forte este Porto. Encomendem as faixas.

Pain disse...

Um dia vou perceber a tag "Fernando Alvim" aqui :)

Não vi nada do jogo... Mas disseram-me que a conferência de imprensa foi animada

The Little One disse...

Não foi nada de especial também, mas pelo menos houve conversa e o Villas-Boas sabe falar com as pessoas. E cheira-me que das melhores coisas de ser treinador é mesmo isso, falar com os jornalistas...é pena estes serem tão fraquinhos e pouco agressivos.

The Little One disse...

LOL Tag Fernando ALvim, eu só escrevi Fernando, mas aquilo não gosta só de Fernando pelos vistos :)