quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Futebol Clube do Porto a vencer desde 1893

Porto 2 Pinhalnovense 0

Quem estivesse a a ver este jogo na bancada, sofresse de falta de vista e tivesse sérios problemas de audição diria.

Isto é um jogo para o campeonato, onde o Porto está a jogar declaradamente no campo do adversário, tem alguns lances de criatividade acima da média, outros não tanto, e a qualquer momento ganha o jogo.

O problema é que este não era um jogo para o campeonato, mas sim um jogo para a taça contra o tão próximo - isto já são as minhas origens a falar mais alto - Pinhalnovense.

E é isto, Porto do inicio ao fim, com o Pinhal Novense a chegar à baliza do Porto, com muito perigo diga-se, apenas ao minuto 70. Com um Porto com alguns problemas de finalização. Com um Hulk apagado (até ao minuto 77), um Mariano normal (fraquíssimo), James Rodrigues muito espevitado mas só no início e com um Varela a acrescentar algo mas não o suficiente para fazer mexer o marcador.

Pontos Positivos

- O não stress da equipa Portista. A não desorganização defensiva do Porto mesmo quando o resultado e os golos não aparecem.

- O não stress do Pinhalnovense e a sua organização defensiva também é de louvar.

- A grande defesa de Kierzek antes mesmo de o Porto se adiantar no marcador.

Pontos Negativos

- Não esmagámos o Pinhalnovense estando nós a jogar com o onze titular, tirando uma ou outra peça.

Homem do jogo

Hulk

Obrigado e Boa Quinta,

The Little One.

2 comentários:

camilo disse...

Este blog está a tornar-se uma rotice pegada...

Gajas? Nem vê-las.

Morre o Carlos Castro daquela maneira, e nem um post para a malta fazer umas chalaças. E há umas tão giras...

O Alberto João Jardim tem um ataque cardíaco, e idem, ninguém o ofende.

Aqui gosta-se é do Mourinho e do Villas Boas, gosta-se é de homens, gosta-se é de uma foto de jogadores de futebol a meter dedo no cu uns dos outros.

Já foi um blog +/-, mas agora...

Ficou o manifesto!

Em inglês... we want conation! We want chavascalation! We want ordinaration!

The Little One disse...

É isto é que eu gosto. Opiniões, reclamações, imposições!

Vamos ter que criar mais umas rubricas então.

Quanto a Carlos Castro e Alberto João, foi de facto uma falha, é verdade.