quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Futebol Clube do Porto ... desde 1893

Porto 0 Benfica 2



Primeira Parte

Quinze minutos atabalhoados, desorganizados, pouco estruturados, pressionados e em inferioridade numérica em qualquer parte do campo.
Quinze, vinte minutos que resolveram o jogo a favor do Benfica.
Com medo? Não diria. Sem estofo de clássico? Já me parece mais adequado. O Benfica entrou com atitude e vontade e isso chegou para marcar dois e acabar com o jogo.

O Porto, como é que eu digo isto sem parecer muito parvo? Como é que eu digo isto sem chatear ninguém? Vou tentar.

O Porto, como o mostrou por diversas vezes durante o jogo, joga muito mais que "este" Benfica actual. Mas "este" Benfica quis e quis e deu porrada que não se fartou e lutou pela bola e só deixou passar quando já nada podia fazer ou porque era o César Peixoto que lá estava, não desistiu e correu de trás para a frente e da frente para trás. Isto não é jogar mais, é jogar melhor!

Os alas do Porto veêm a equipa a ser pressionada e não me entraram no plano de imagem da televisão uma única vez que fosse quando o Porto estava sobre pressão. Uma vergonha de organização a tentar sair a jogar, não há desculpas, James e Varela não vieram buscar uma única bola e o meio campo não estava junto, não fez pequenos sprints para fugir à marcação e constantemente via o Cardozo em cima dos defesas, mas era o Cardozo ou o Tevez? Estavam a jogar com 16 ou 17 jogadores? Que sirva de lição meu caro Porto. Sofre-se pressão, tem que se correr o dobro para se fugir dela. Não dá, espera-se até a outra equipa estar cansada e até lá chuta-se para a frente, não se faz "aquilo" que o Maicon e o Helton para ali andaram a fazer.

Já para não falar que com o Hulk a ponta de lança o convite para o Fábio Coentrão subir por ali acima foi entregue e ele aproveitou.

E já agora, depois do James Rodrigues ter levado o amarelo por simular penalti, se ele tem a sorte ou o azar de passar aqui perto de mim tinha-lhe dado uma biqueirada sem lhe perguntar se queria ou não, vergonhoso mergulho! Haja respeito CARALHO!

Mérito ao Benfica? Todo, jogo duro, jogo bruto, jogo de pressão e quando podia e muito bem jogava o seu futebol, fantástico! Jesus não inventou e lá colocou o tapa buracos César Peixoto que não raras as vezes é ele que é o buraco, mas isso não se pode chamar inventar porque já por muitas vezes o fez e não é novo.

Demérito ao Porto? Todo, só pode, por estar sem raiva, sem vontade, sem apoio dos dianteiros, e com a parvalheira que ia naquela defesa e naquele guarda-redes. Por jogar com o hulk a ponta de lança e daí ter resultado ZERO, zero decisões correctas do Hulk, zero lances de perigo com o Hulk em zona de finalização, zero de tudo. 

Foi assim que vi o jogo até ao intervalo.


Segunda Parte


Ponto 1 Belluchi devias era ir jogar para o Barcelona ou para o Arsenal, lá é que se marcam esses livres com o guarda-redes a fazer a barreira.

Ponto 2 O cardozo foi o resumo do jogo do Benfica. Duro, criativo qb, com vontade, com violência, com querer, com raça, parabéns.

Ponto 3 Foram precisos 60 minutos para ver o Sapunaru tentar entrar na área do Benfica. Se o Varela tivesse ajudado mais se calhar tinhamos baralhado ali alguma coisinha.

Ponto 4 Os comentadores da SportTv têm um atraso mental significativo.

Ponto 5 E aos 70 minutos deixo de comentar este jogo que isto já não é futebol, a desorganização é tanta que isto já não é futebol.

Sendo assim a conlusão é:

A entrada desapoiada, penso ser este o termo mais correcto para o início de jogo do Porto, completamente desapoiado levou a dois golos que por sua vez levaram durante todo o tempo que faltava a falta de confiança, de instinto e de certeza em qualquer ponto do campo. E ainda a falta de um ponta de lança hipotecou toda e qualquer hipótese de o Porto tentar ganhar o jogo depois dos primeiros vinte minutos.

Uma nota final, o Ruben Micael entrou e fez o seguinte: passou a bola e desmarcou-se.

Fantástica a simplicidade que um jogador pode ter e trazer a uma equipa. Este Porto, infelizmente, já não joga assim tão simples há já muito tempo.

Obrigado e bom resto de semana,

The Little One.

2 comentários:

Anónimo disse...

pensava de o slb ter tido algum mérito ontem...já vi que ganharam só pelo demérito dos andrades...tipico...fraquinho este texto...!

The Little One disse...

Caro...Anónimo,

Este é um texto com os olhos não no azul mas sim no que o azul fez. Com isto quero dizer que tento com que o texto não seja parcial e que olhe ao que o Porto fez, ou podia ter feito. Podia dizer que o César Peixoto fez um grande jogo, o Coentrão é o melhor ala esquerdo a par do Gareth Bale, que o Luizão travou o Hulk com grande categoria ou que Gaitan foi um problema dos grandes e por aí a fora. Mas para isso está cá o Pain.

Com o meu texto quero apontar os erros portistas e focar-me mais na equipa de azul, se é que me é dado o direito. Ainda assim, passou-te um pouco do texto ou achaste tão mau que não chegaste a esta parte:

"Mérito ao Benfica? Todo (...)"