domingo, 29 de agosto de 2010

Sector 17 - 3ª jornada

Hoje aconteceu futebol na Luz.

Finalmente o Benfica voltou às vitórias e com um jogo que mais parecia saido de um filme de Hitchcok. Jorge Jesus resolveu dar a baliza a Júlio César e o lado direito do meio-campo a Sálvio numa equipa de clara tracção 'a frente.
O Benfica iniciou o jogo a pressionar alto (tal como fazia na época passada) e rapidamente inaugurou o marcador num belo centro de Nico Gaitán com conta peso e medida que Cardozo transformou no primeiro golo da partida. Marcar aos 4 minutos deu muita serenidade à equipa e tudo fazia crer que ia ser um jogo tranquilo com o Vitória de Manuel Fernandes (ou Sarilhos) com o meio-campo bem povoado e a tentar explorar a velocidade dos alas para chegar à baliza do Benfica.

O Benfica ia dominando até ao minuto 27 acontece o momento que marca o jogo (e talvez uma época no que respeita a GR): Maxi faz um atraso deficiente para Júlio César que o GR brasileiro nao consegue resolver e "oferece" um penalty aos sadinos que nada tinham feito para justificar o golo. Com a natural expulsão, nada mais havia a fazer do que colocar Roberto em campo sacrificando o estreante Sálvio.

Na marcação da grande penalidade, Roberto adivinha o lado e devolve os 3 pontos que tirou na Madeira. A partir daqui a Luz empolga-se e o Benfica à entrada para o intervalo marca o golo da tranquilidade através de uma cabeçada de Luisão na sequência de um canto do inevitável Aimar. Não havia melhor altura para marcar.

Para a segunda parte Jesus retira o apagado Saviola e coloca em campo Ruben Amorim com o objectivo de equilibrar o meio-campo. Curiosamente o Vitória nunca soube muito bem como aproveitar o facto do Benfica estar reduzido a 10 unidades e a segunda parte foi um descanso que a equipa precisava para se encontrar consigo e com os adeptos, chegando naturalmente ao 3º golo que vem coroar um grande jogo de Aimar.

A verdade é que neste jogo tudo correu bem ao Benfica e esta paragem vai ser muito importante para recuperar definitivamente Roberto e integrar os reforços que espero que cheguem até fechar o mercado. A saber: Hleb e um médio de contenção à imagem de Ramires (Elias talvez).

Destaques positivos:
- Inspiração de Aimar
- Omnipresença de Javi Garcia
- Força de Maxi que não se mostrou afectado com o erro
- Disponibilidade ofensiva de Fábio Coentrão
- O público na Luz. Impecável!

Destaques negativos:
- Erro de Maxi e Júlio César
- Passes falhados de David Luiz
- Pouco tempo de Sálvio em campo

9 comentários:

João Bizarro disse...

Para mim o Gaitan foi dos melhores em campo e merece destaque positivo.

JNF disse...

Ilibo o Júlio César, já a paragem cerebral do sósia de Pedro Carreira é inacreditável.

Pain disse...

o Gaitán tem bons pormenores mas ainda não me conveceu por completo. Também diga-se, é dificil fazer esquecer o Di Maria :)


Ali o JC não te que tentar dominar. é chuto para longe... Tiveram os dois mal...

Mas obrigado pelos comentários a este texto mal amanhado

JNF disse...

O JC deve ter pensado "oi? Que é que este cara 'tá fazendo?" quando recebeu a bola. Foi de uma estupidez ímpar, ficou sem reacção.

Pain disse...

E o Maxi pensou:"então este Zé vai ficar colado aos postes da baliza? És tu Quim?" e depois "oh MERDA"

The Little One disse...

Lolol Foi o único jogo que vi dada a minha presença no ALentejo (sem canais cabo e sportv respectivamente). Concordo com a crónica só tenho algumas dúvidas.

Como a de Saviola, jogador ímpar, que desde o início da época que me dizem, que está acabado, acabado não estará e já vi bons pormenores do mesmo este ano, mas penso que esta já será uma época com altos e baixos e com a Champions será complicado para o Benfica o substituir, que acham?

Roberto!? Tinha sido ridiculamente épico o homem ter entrado, sofrido o penalti e depois dar um pato no último minuto para a vitória do Vitória, mas não aconteceu e portou-se mínimamente bem.

Ah, mas acho que continua a ser um problema, primeiro porque acho que não demorará muito até fazer das suas e depois sejamos francos, acho que as capas dos jornais no dia seguinte não poderiam dizer outra coisa que não "Roberto entra e ao defender o penalti volta a largar a bola, Roberto não agarra uma". Vá isto já sou eu a meter nojo :PPP

Mas estou a gostar destas crónicas e do respeito que se tem pela arbitragem e pelo futebol. Muitos parabéns Pain!!!

Keep up the good work!

JNF disse...

No ano passado eu já tinha dito que o Saviola estava a acabar em baixo, e nesta época isso revela-se. Cardozo está a jogar com problemas. Quanto ao Roberto, é uma questão de tempo até voltar à normalidade e ceder mais 3 pontos, anota aí.

The Little One disse...

Falou e disse, também tenho essa sensação.

Quanto ao cardozo o grande problema é a quantidade de bolas que lhe colocam, é um jogador que não depende muito dele, se aparecer ele mete lá dentro.

Pain disse...

Da pouca planificação que se fez para esta época, acho que pelo menos há substituto para o Saviola. Jogador diferente, menos técnico, mais raçudo: Jara.

Sobre o Roberto apenas digo que a bola está no lado dele.