segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Super Taça Cândido de Oliveira 2010 - Benfica 0 Porto 2

Como prometido tentarei, veremos até quando, publicar uma crónica aos jogos do Porto durante esta época. Como este foi o primeiro jogo oficial, aqui fica aqui a primeira das, espero eu, muitas crónicas.

Para mim este jogo foi muito simples, decidiu-se na pressão. Na pressão alta do porto e na pressão de não ter corredores por parte do Benfica.
No Porto realço o facto de se ter mantido a estrutura, de ter tentado contratar aqui e ali, apesar de achar que até ver foi tudo muito confuso e pouco sistemático mas espero boas coisas de Walter e James, veremos nos próximos jogos.

Quanto ao jogo a pressão alta do Porto foi o único aspecto que me fez gostar do jogo, uma vez que o 4x3x3 que eu tanto desgosto continua lá, o Varela que em minha opinião é um jogador de campeonato português, e não mais que isso, continua lá, o Hulk continua sem saber bem o que faz em campo e é urgente que comece a saber, para bem de todos, que o talento está lá todo. Helton a capitão não faz sentido, uma vez que de cada vez que houver um problema o nosso capitão tem que fazer 60m até chegar ao árbitro, como aconteceu durante o jogo. Boa pressão, muita vontade e só isso chega para ganhar 90% dos da liga portuguesa, quanto aos restantes 10% e liga Europa é preciso mais que isso, já para não falar dos jogos em que, naturalmente, faltará a pressão e a vontade. Mas isso já é meio caminho andado por agora estou muito satisfeito.

Quanto ao Benfica, a cota parte na derrota também é evidente, uma vez que, não soube dar a volta aos acontecimentos e jogou assustado todo o encontro até ao desespero final de quem tem que fazer um último esforço.
Penso que o problema do Benfica reside nos corredores. Maxi Pereira a fazer muita falta, Ruben Amorim é um excelente 12.º jogador mas como achava quando ele foi para o Benfica não é jogador para fazer a diferença, pela positiva ele não sabe jogar mal e vai fazendo o seu papel. César Peixoto, pois bem, na minha opinião a grande asneirada do Jesus neste jogo, Fábio Coentrão é o melhor lateral esquerdo português dos últimos 20 anos e o que é que ele fez? Colocou-o a ala, big mistake. Não jogou nada, não deu o seu contributo decisivo na defesa nem desequilibrou de trás para a frente como tão bem ele faz. Ramires e Di Maria, pois, são falhas que têm que ser solucionadas se não pela contratação de jogadores semelhantes, pela vertente táctica. Até ver nem uma, nem outra. Este, para mim é o grande desafio do Jesus. Carlos Martins em minha opinião e para quem ainda não sabe não funciona, não tem qualidade para estar numa equipa competitiva, por muito que tenha sido o único a tentar alguma coisa, não decide quando é preciso decidir e isso é um evidência. Aimar não tendo os corredores com talento para jogar com ele vai ver-se numa situação complicada. Quanto a reforços, tal como o Porto, é esperar para ver quem de facto terá arcaboiço para integrar a tempo inteiro o onze do campeão.

Para a semana crónica de início de época para Sporting e Sporting de Braga juntamente com o jogo do Porto para o campeonato.

Boa Segunda e Obrigado.

The Little One.

4 comentários:

Pain disse...

Hoje ainda mando mail a responder 'a questão das crónicas

Anónimo disse...

É bem Rui Santos. :P

Não vi o jogo... portanto não opino.

Camilo.

JNF disse...

Do pouco que consegui ver enquanto o computador não encravava, o Porto deu aquilo que se chama de "banho" ao Benfica. Justo, merecido, sem espinhas. Merecidíssimo. Quanto ao facto de o Hélton ser o capitão e não poder discutir com o árbitro, não vejo problema nenhum, eu bem me lembro dos famosos 110 metros José Pratas, mesmo que o capitão não possa ir, podem ir os outros. João Pinto e Jorge Costa, esses senhores. Hoje, põe-se um blazer e já são gente.

http://www.youtube.com/watch?v=lN7SKLlOVf4

Anónimo disse...

Impressionante como nao viste o Jogo !

e o Petit no Bessa?


Castrol